Você sabia que é possível contratar um Plano de Saúde para MEI? Sim, isso mesmo. Um Microempreendedor Individual pode contratar um plano de saúde especialmente feito para ele. Assim como há planos de saúde individual e empresarial, há um plano de saúde para MEI. Mas, qual a diferença e como fazer para contratar?

Quando realizamos uma cotação de plano de saúde, nos deparamos – geralmente, com duas opções:

– Planos de saúde individual

– Planos de saúde empresarial

Em todos os casos, os planos de saúde empresariais são bem mais em conta do que os planos de saúde individuais. Por possuir um cadastro de Microempreendedor Individual e consequentemente obter um CNPJ, é possível sim que você possa contratar um plano de saúde para MEI e pagar o mesmo valor que um plano de saúde empresarial. Isso significa, em média, uma economia de cerca de 35%.

Como Adquirir um Plano de Saúde MEI

Antes de tudo, é preciso justamente ter um CNPJ ativo na Receita Federal. Se você já tem, fique tranquilo. A segunda questão tem relação a quantidade de dependentes do plano. Para conseguir contratar o seu plano de saúde MEI é necessário que um número mínimo de pessoas sejam adeptas ao plano a ser contratado.

Ou seja, ao adquirir seu Plano de Saúde para MEI, haverá a necessidade de colocar no plano pelo menos mais uma pessoa. E essa pessoa pode, inclusive, ser da sua família. Não há necessidade de ser um funcionário. A regra exige apenas que se tenha 1 dependente.

Passo a passo para solicitar

Para solicitar o seu Plano de Saúde MEI é muito simples. O processo é o mesmo que um plano de saúde empresarial. Você solicita a cotação da empresa que está buscando e opta pelo plano escolhido. A própria empresa enviará a solicitação dos documentos.

A forma mais prática e usual de realizar essa cotação é por intermédio de sites e atendentes especializados que realizam a cotação diretamente com várias empresas de uma só vez, economizando tempo e trazendo os melhores resultados.

Você também poderá se interessar por:
ENTENDA A DIFERENÇA ENTRE O SUS E O CONVÊNIO PARTICULAR


Viu como é fácil?